quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Deus não escolhe...


Essa semana foi para mim muito reflexiva.
Pois tive que olhar pra todo meu passado após minha conversão e ter a simples missão de escrever uma carta com uma sincera apresentação pessoal e um pequeno plano de ação para o ano de 2011 para a igreja. Lembrando aos amados que esse ano estou como coordenador de um ponto missionário. A carta não está completa, mas apenas a parte da apresentação. Sei que os amados não tem nada com meus problemas pessoais, mas cristianismo é isso também, partilhar os problemas com os demais da fé.

Objetivo

Quando nos foi feito o desafio de abrir um trabalho de nossa igreja no bairro onde resido (mais ou menos 12 Km do centro de Prudente), o quadro era o seguinte: Falava-se assim: “Ele não é capaz”, estava sem perspectiva nenhuma com relação ao pertencimento a congregação de Prudente. Hoje tenho a certeza do não pertencimento, a não ser ao pertencimento ao Reino de Cristo, porém com afinidade com alguns, outros do distrito e de outro distrito, só que ainda procuro meu Barnabé.
Não vou abandonar a obra, nem o povo deste bairro, que confia em  mim e no que Deus tem feito em suas vidas, temos levado os frutos para serem apresentados como manda o protocolo da igreja local. Falo "temos" pois minha família é uma família missionária.
Sabemos que mesmo com qualquer esforço ainda seremos aqueles que não tem lugar e nem vez no contexto geral, só que não sabemos porque incomodamos tanto, pois se não temos quem nos envie para que esse medo todo?
Quero deixar bem claro que não quero tomar lugar de ninguém, sei que nem se eu for teólogo (Bacharel), estudar teologia, ”ainda que fazer teologia seja o único fim de alguns para alcançarem a glória”, serei algo por aqui.
O Ponto Missionário não tem o objetivo de me promover, nem de ficar no esquecimento, talvez não seremos o maior povo, mas com certeza faremos a diferença, pois não precisamos provar que somos capazes, quem é capaz é Deus através de nós, pequeninos instrumentos tortos, não aprovados pelos poderosos e perfeitos líderes. Mas não nos importamos.
Confiamos em Deus e Ele nos respondeu, não somente a nós, mas a celebre frase: “Ele não é capaz”...Agora fica a minha frase: “ELES ESTÃO ENGANADOS!!!!!”
Isso só vem provar o que se diz - Deus não escolhe os capacitados. Mas capacita os escolhidos.


 Qual o propósito do Ponto Missionário?
SER UMA IGREJA QUE TEM COMO ALVO TESTEMUNHAR  OS SINAIS DA GRAÇA EM SUA CAMINHADA E VIVER A UNIDADE DO CORPO DE CRISTO COM PROPÓSITOS.

Quais seriam esses propósitos?

1. Ser uma Igreja Família .
2. Ser uma Igreja Discipuladora.
3. Ser uma Igreja Evangelizadora.
4. Ser uma Igreja Adoradora.

Conto com vossas orações. 
No Amor de Deus Pai. 
Seu irmão em Cristo. 
Mario A. Medeiros.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

E NÃO MAIS FOI CONVIDADO...

Mat 22: 8 e 10. Então diz aos servos:As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.(8) E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.(10)







Desde aquele fatídico dia em que fui convidado para aquela tal " reunião de varões de Deus", o Senhor meu Deus tem deixado inquieto meu coração. Um fato muito estranho , é que em certas reuniões, ou na maioria delas, o povo está preparado para ouvir o que eles querem ouvir (não aquilo que Deus tem a falar). Normalmente o irmão fulano está com uma palavra, vamos dizer um tanto quanto adocicada, para o deleite dos demais. Palavra que por sinal é bem posta. Mas quando se direciona a palavra aos demais irmãos, apenas para fazer uma pequena explanação da performance da palavra que a pobre alma levou aos demais, pronto. Aí a porca torce o rabo. Eles jamais esperam que surja alguém com o dom de lhes incomodar a sua degustativa doçura. A doçura torna-se em fel. O fato é que não se faz essas ditas reuniões hoje em dia para relatarmos os problemas que nos cercam, problemas os quais, nós como cristãos deveriamos nos empenhar para levarmos aos desamparados e mais humildes a solução dos tais. A visão hoje é outra, sim, fazemos isso hoje para nos ensoberbecer. A visão do cristianismo hoje em dia está mais voltada em eu agradar ao meu dito "irmão" que está ao meu lado na igreja, do que aquele que um dia esteve no seio da mesma e por algum percalço afastou-se da igreja e caiu da fé. Pronto. Desse dito nós não queremos nem saber, de fato até ignoramos o tal, mesmo que ele esteja caído em nossa frente. Passamos de lado (Lc. 10; 30 a 37). O engraçado nisso tudo é que, o tal com o "dom de incomodar" dessa dita reunião apenas mencionou que não via mais hoje em dia os crentes serem movidos de intima compaixão pelas almas como Cristo sentia e sim, o que os movia era o ardor de falar de quem caiu na fé. Disse ele: "Amamos quando nos inflama a falar dos irmãos que cairam na fé e nós não. Quando deveria ser: ajudamos o irmão que caiu na fé e não apontamos nosso dedo acusador para ele." "Deveriamos nos achegar a ele e perguntar se o mesmo está com algum problema e se poderiamos ajuda-lo." Aí você é capaz de ouvir dos tais "varões": Tá amarrado, e por que não um: Pé de pato mangalô tres veis! Sim meus irmãos, esquecem-se até de seu dito "cristianismo".
A questão é que cada dia mais a Igreja de Cristo fica menos visível aos olhos do mundo, quando deveriamos nos colocar na posição de  luz Dele, apagamos a cada dia mais. Se fecharmos nossos olhos para esse "tal evangelho" que vem sendo pregado em nossas igrejas hoje em dia temo que os verdadeiros servos do Pai serão sufocados e esses servos não serão convidados a participar dos trabalhos na igreja. Meu consolo é que meu convite foi dado pelo próprio Cristo, Filho Unigênito de Deus quando derramou sua vida em favor de muitos. Convite esse, que não está impresso em papel e é entregue as escondidas pelos cantos das igrejas, apenas para os seletos da dita comunidade da fé. O convite de Cristo é para aqueles que seguem os preceitos do verdadeiro evangelho. Convite que não é dado a oportunistas, mas entregue para aqueles que realmente entendem o chamado de Cristo e enxergam as oportunidades que lhes são dadas. Mas essa questão de oportunidade e oportunismo fica para o próximo post.
No Amor de Deus Pai.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Não Desperdice seu Púlpito de John Piper.

Amados irmãos encontrei esse video e concordei com as palavras de John Piper. Tenho a plena certeza que os amados não irão perder seu tempo em assisti-lo. Que o Amor e a Graça de Deus Pai sejam com todos os que buscam fazer a vontade Dele.
video




segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O LADO RUIM DO SER E DE SER HUMANO




"Não terás outros deuses diante de Mim
.”
“Não farás para ti
(...) alguma semelhança do
que há em cima dos céus, nem em b
aixo da terra(...)”


Exodo 20:3 e 4


Graça e Paz aos amados irmãos em Cristo.

O texto acima citado nos indica como Deus nos alerta sobre algo perigoso e que nos afasta da vontade Dele sobre nós: a IDOLATRIA!!!

Mas a pessoa diz: “- Eu, idólatra?!!!! De jeito nenhum. Sou a tantos anos membro de tal igreja. Trabalho em Ministérios. Sou líder de tal trabalho. Sou pregador em minha igreja, etc. Mas o fato é que, na verdade, tenho notado há algum tempo que esse espírito vem se manifestando em meio às igrejas. Não que isso tenha começado agora, mas a intensidade que este espírito vem agindo tem tomado uma proporção tal, que está inserido em todos os seguimentos da igreja. Lembremo-nos sempre que o inimigo é astuto e sua primeira ação é nos cegar espiritualmente, para não enxergarmos as ciladas que ele arma.

No dicionário (Aurélio) encontramos o seguinte esclarecimento para:

· Idólatra: 1) Relativo à pessoa ou que pratica idolatria; 2) Pessoa idólatra;

· Idolatrar: 1) Prestar idolatria; 2) Amar com idolatria;

· Idolatria: 1) Culto prestado a ídolos; 2) Amor ou paixão exagerada;

· Ídolo; 1) Estátua ou simples objeto cultuado como divino; 2) Objeto em que se julga habitar um espírito, e por isso venerado; 3) Pessoa a quem se tributa respeito ou afeto excessivos.

Definição Geral - O que é idolatria? Essa palavra vem do grego, eldolon, ou "ídolo", e latreuein, ou "adorar", que quer dizer, primariamente, venerar a ídolos ou imagens. Em sentido mais amplo, também, quer dizer adoração ou veneração a qualquer objeto, pessoa, instituição, ambição, etc., que tome o lugar de Deus, ou que diminua a honra que lhe é devida.

Normalmente não nos damos conta de que aquela tal “admiraçãoque sentimos pelo irmão, pela irmã ou até mesmo pelo pastor pode se tornar uma idolatria, e é aí, nessa nossa desatenção, que o inimigo nos leva ao erro. Não só a nós, mas também ao idolatrado. (I Pedro 5:8) nos alerta: “Sede sóbrios: vigiai...” quando essa admiração nos cega não nos apercebemos disto e as vezes nem os próprios idolatrados percebem.

A pior parte é que o inimigo sequer precisa nos tocar, ele apenas aguça a nossa parte humana, o ego. O resto nós mesmos nos incumbimos de fazer. Acreditamos piamente que aquilo que fazemos é certo.

Que somente o idolatrado é quem diz as coisas certas, que só ele é a pessoa usada por Deus, nos projetando naquele que idolatramos, nos colocamos como bajuladores ou como bajulados, ignorando totalmente o que é dito nos Salmos 12: 2 e 3 “Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado.”; “O SENHOR cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.” Acreditamos que esse tipo de sentimento é o Amor de Deus em nossa vida.

Também ignorando totalmente o que está escrito em I Pedro 3.8 “Sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis.”, sem nos sobrepormos a ninguém, nem criarmos dependência cega de ninguém senão do próprio Senhor.

Lembremo-nos sempre de que para o Amor de Deus habitar em nós temos que lutar contra nossa própria natureza, que nos leva a devaneios e posturas infantis perante a paternidade divina trazendo-nos a um estado de fragilidade espiritual e emocional, onde nos cercamos de defesas vazias com relação ao relacionamento pessoal com Deus. Este nos capacita e ao mesmo tempo nos conduz com firmeza para uma maturidade espiritual, sem necessitarmos de muletas, como nos ensina a palavra em Jó 32:21 “Que não faça eu acepção de pessoas, nem use de palavras lisonjeiras com o homem!”, e nem sermos bajulados para alcançar a atenção de Deus.

Não alcançaremos esse Amor Divino em grupos de oração simplesmente, nem em irmãos, pois somos todos falhos, nem em profetas, pois a revelação está nas Escrituras Sagradas ou somente em pregadores que também tem seu lado humano. Conseguiremos esse Amor somente na presença do Senhor Jesus, somente com a Senhoria Dele sobre nossas vidas e a ação de Sua Eminente Graça alcançaremos Seu Amor.

Mais uma vez lembremo-nos que Ele não dividirá Sua Glória, nem o Louvor que é Dele. (Is. 42:8)

O Senhor nos convida: “Congregai-vos, e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações...” (Is. 45:20).

No final deste versículo é como Deus falando ao povo Dele que escapou da idolatria dos homens, e do engano de idolatrar o homem.

Hoje é um grande dia, pois é o dia em que Jesus está nos chamando para um concerto com Ele. Somente através da Graça de Deus é que conseguiremos nos redimir, lembremo-nos a conversão é diária, é uma luta constante, significa transformar-se, mudar.

Para finalizar gostaria que os amados irmãos lessem os versículos 10 e 11 da I Epístola aos Coríntios no Capítulo 6, para que os mesmos possam refletir sobre isso. Amém.

No Amor do Pai.


Este texto foi apresentado à um Pastor amigo meu.

Nota: Ele disse a seguinte frase "esse texto tocou profundamente em mim, mexe muito com todos, principalmente com a liderança, inclusive comigo"



segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Dai-lhes vós de comer?


 DAI-LHES VÓS DE COMER?
"Jesus, porém, lhes disse: Não é mister que vão; dai-lhes vós de comer.” Mt.14:16
Saudações.
Graça e Paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo
Depois de um longo tempo consigo retomar minhas postagens, agora tentando colocá-las em dia. E em meio ao turbilhão de coisas que acontecia em minha vida, Deus em sua infinita misericórdia me ensinava e instruía em algumas coisas que acontecem diariamente à nossa volta e certamente muitos de nós não nos apercebemos de tais acontecimentos. Lembro-me de uma pregação na qual um comentário chamou-me muito a atenção.
Diante de um catastrófico quadro, surge uma angústia por aqueles que são diretamente alvos desta pregação. Talvez eu estivesse pensado que estávamos imunes a tais problemas, quando me deparei com a brutal realidade. Seca e fome no meio da igreja?Sim, pessoas têm passado fome e sede de recursos materiais nas igrejas, mas o que me choca é saber que existe uma fome muito maior e pior do que esta que vos tenho relatado. É uma fome que não sai em jornais  cotidianos, muito menos se fala nela. Ela é oculta, mas muitos sofrem e quase ninguém a percebe. Não nos damos conta de que, mesmo ao nosso lado, tem gente padecendo deste mal. Estou me referindo à fome espiritual. Ao contemplar inúmeros púlpitos, descobre-se que ali jaz um rio. São vários leitos secos dentro de nossas igrejas. Enormes valas se abrem no chão de nossos templos por falta da água.

 
Mas não é só isso. E a fome então? Milhares de cristãos estão morrendo desnutridos espiritualmente ao nosso lado sem sequer darmos conta disto. E aprofundando um pouco mais a visão, será que nós mesmos não estamos aumentando a fila dos famintos e não nos damos conta disto. Encontramos por aí púlpitos secos, bancos com esqueletos espirituais à espera de um pouco de alimento. E o que esses esqueletos recebem? Um pacote pré-fabricado, vendido no mercado da fé, onde a febre é o quanto mais barato e mais prático melhor. Uma nuvem de artificialismo nos cerca, vendendo a imitação por um preço irresistível. Como dizem por aí: Pior que produto paraguaio.
Onde está o puro evangelho de Jesus?
Me parece que hoje em dia o nosso principal problema não é mais o nosso pecado, mas sim se temos ou não uma empresa e se ela está falida ou não.
Onde está a mensagem da Cruz?
Cedeu lugar ao dinheiro e a prosperidade?
Afinal de contas, quem precisa de arrependimento com os bolsos cheios?
Milhares de pessoas são atraídas pelo Marketing religioso e ali elas ficam, sem perceberem que estão cada vez mais desnutridos, até que qualquer  vento de doutrina  os leve de um lado para outro. Será esta a verdade? Infelizmente temos que suportar mensagens sem conteúdo, estudos sem sentido, a Palavra de Deus sendo distorcida, cânticos sem unção, estamos nos tornando cristãos a mendigar um pouco de alimento saudável.
Quem são os culpados? São os ditos pseudo-líderes influenciados pelo mesmo câncer que corroem os Palácios do Planalto. Chega! Está na hora de pararmos de aceitar isto e de encher os nossos corações com tanta imitação.
Deus está em sua infinita busca por homens sinceros e honestos que queiram dar "pão" ao faminto e "água" ao sedento. Homens que estejam compromissados com o verdadeiro e puro evangelho e que não se vendam por nada deste mundo. É hora do Amor de Deus assumir novamente o controle e o conteúdo de nossas mensagens e de nossos cânticos. A Cruz e o Sangue tem que retomar o seu lugar em nossas pregações. O evangelho de hoje não pode constar "somente de palavras, mas também da Graça e do Poder de Deus através da ação do Espírito Santo na vida da igreja. Temos o dever de esquecer deste evangelho barato e sem nenhum significado e começarmos novamente pelo evangelho que tem sua origem na cruz. Cruz? Tenho medo de que nos esqueçamos dela de tal forma que a mesma não passe de um mero símbolo sepultado na história.
Creio que é hora de darmos o único alimento que pode matar a fome e a sede deste mundo. E isto tem que ser feito a todo custo, por homens e mulheres preenchidos pelo poder da Graça de Deus em suas vidas. Infelizmente a fome e a sede são uma realidade em nossas igrejas, mas certamente "ainda há esperança para o povo".

quinta-feira, 16 de abril de 2009

O Tempo de Estar Pronto.

O TEMPO DE ESTAR PRONTO.

Constantemente somos desafiados a estarmos sempre prontos! A verdade é que estar sempre pronto não é uma tarefa tão fácil, principalmente, quando os desafios são maiores que a nossa própria capacidade. Assim como não é fácil estar pronto mais difícil ainda é admitir que não estamos. Muitas pessoas são conduzidas ao erro por não estarem preparadas para enfrentar certas situações; precipitam-se nos negócios, nos relacionamentos, nas decisões, e com essa atitude permanecem mergulhados em profundas crises e quase sempre não conseguem desvencilhar-se dos embaraços.
O apóstolo Pedro certa vez disse: "Estou pronto a ir contigo tanto para a prisão como para a morte" (Lucas 22:33). Na verdade, Pedro ainda não estava totalmente disponível para ir para prisão ou morrer como havia falado. Ele precisou amadurecer mais um pouco e aprender a confiar mais em Deus do que nele mesmo. O apóstolo Paulo por sua vez disse: "Estou pronto não só para ser preso, mas até morrer em Jerusalém, pelo Nome do Senhor" (Atos 21:13). Paulo realmente estava de fato disponível para a prisão e para o martírio.
Não é com poucos anos de carreira cristã que alguém pode considerar-se pronto para enfrentar qualquer obstáculo, qualquer provação, qualquer tortura ou qualquer sofrimento. O arroubo e a impetuosidade não são suficientes para enfrentar certas gargantas muito apertadas do testemunho cristão. É preciso ter lastro, reservas, experiências, profundidade e o contrário de auto suficiencia.
É bom o cristão estar preparado para qualquer situação, para qualquer ocasião, qualquer mudança, qualquer perigo, atrito, para qualquer forte reclamo da carne, para qualquer armadilha, qualquer injúria, qualquer crise emocional.
É preciso estar pronto para ouvir (Tiago 1:19), pronto para anunciar o evangelho (Romanos 1:15), pronto para ir aonde for necessário(II Co. 12:14), pronto para repartir (I Tm. 6:18), pronto para toda boa obra (Tito 3:1) e pronto para oferecer a própria vida (I Ts. 2:8).
Jesus Cristo é e será sempre será nosso referencial e essa prontidão precisa ser conquistada. Na mioria das situações é necessário trabalhar duro e intensificar nossas forças com o intuito de conquistar o nosso espaço. Precisamos estar prontos para as nossas grandes conquistas! A nossa alma precisa de alimento! A prontidão depende muito da nossa intimidade com Jesus, do nosso crescimento espiritual, da constância, da vigilância. Por isso é necessário despir-se do velho homem e encher-se do novo que está sendo proposto a cada dia. É preciso estar pronto para ouvir o que Ele tem a nos dizer. É preciso estar pronto para segui-lo, pronto para renunciar, pronto para aprender, é preciso estar pronto para construir relacionamentos duradouros e profundos! É preciso estar pronto para o tempo chamado hoje! É preciso estar pronto para ficar pronto! Hoje é o tempo de estar pronto! Pronto para Jesus!

sexta-feira, 10 de abril de 2009

É pra cair o queixo.


É pra cair o queixo.

Caminhando outro dia pela minha cidade me deparei com a manchete em um jornal deste Estado na qual dizia: "Atriz Regininha Poltergeist quer ser pastora". Fiquei perplexo com essa notícia, porque quanto a querer ser pastora tudo bem, quanto a ela ser atriz tanto faz, mas o fato que eu digo que é pra cair o queixo, não que eu seja moralista e nem tenho nada a ver com isso, mas o caso é que a Regininha Poltergeist é atriz pornô. Essa deve ser a matéria que ela mais entende, legal, eu fico pensando como serão os cultos da dita igrejinha. Que isso? A pessoa hoje em dia deve ficar entediada com a vida e com a profissão que tem e derepente pensa: Já sei, vou ser pastor. Tá loco doido! A que ponto chegamos para aumentar a membresia da igreja? E olha que antes de ler essa matéria eu achava que a igreja estava se tornando uma instituição falída, mas agora eu sei que a igreja está abrindo concordata. Eu disse "abrindo concordata"? Tá aí outra matéria que a futura pastora deve entender bem demais. Se é que você me entende?! Daqui a pouco é a Gretchen, o Frota ou até mesmo a Surfistinha. Essa mesma pessoa afirmou em outra reportagem que "ela não se arrepende do que fêz". O verdadeiro crente sabe que sem arrependimento não existe conversão. Que isso gente? Vamos ficar cada um na sua, senão daqui a pouco vai virar uma baderna. Opa. Eu não quero dizer que ela deva ficar na sua, mas se converter de verdade. As vezes eu penso que eles por serem atores têm o privilégio de, supostamente, se converterem à Deus de uma maneira só deles, sem precisar do arrependimento e sem haver a transformação do novo nascimento. Pois sem regeneração o Espírito Santo não pode instalar vida em nossa natureza (Jo 3:1-15). Eu não sou perfeito, mas sei porque sou crente: Não sou por conveniência, mas por convicção; não sou por acaso, mas por escolha; não por interesse, mas para a comunhão com os demais que professam a mesma fé em Cristo Jesus. Melhor eu parar porque senão vão dizer que é preconceito. É por essas e outras que eu digo:


É pra cair o queixo.